MOONSPELL LANÇAM PELA PRIMEIRA VEZ EM VINIL O SEU SINGLE OPIUM

XX Anos Irreligious

Os MOONSPELL lançaram no dia 25 de Novembro pela primeira vez em vinil o seu single OPIUM através da sua editora ALMA MATER RECORDS. Opium é a canção que mais atravessou públicos e quebrou barreiras tendo-se tornado numa espécie de hit e talismã para a banda e seus fãs.

A festa de lançamento agendada para o clube Metropolis em Lisboa contou com uma DJ battle entre a Rockline Tribe (no coletivo DJ mais importante da cena Rock em Lisboa) e a própria banda.

Nesta festa para além de presença da banda, houve a muito aguardada prova das cervejas MOON & SPELL, que a micro cervejaria nacional MEAN SARDINE acaba de lançar no mercado.

Estas festas servem para a banda contactar com os fãs e dar inicio à contagem decrescente para os grandes concertos de Guimarães e Lisboa – onde serão apresentados 3 discos na íntegra (Irreligious, Wolfheart e Extinct) numa produção que será a maior e a mais completa que os MOONSPELL alguma vez apresentaram, com um espectáculo de luz e fogo, bem como cenários desenhados exclusivamente para estes concertos.

Guimarães e Lisboa estarão sob o feitiço da Lua com todas estas atividades dos MOONSPELL que encerram o ano com uma nova Tour Europeia (a sexta desde o lançamento do Extinct em 2015) com passagens por França, Espanha, Inglaterra e Holanda.   Em 2017 iniciam uma nova tour para comemorar os 25 anos da banda exactamente a 4/2 para em seguida embarcarem para o Continente Americano onde se apresentarão, entre outros, no prestigiado festival Vive Latino juntamente com nomes como Bunbury, Rancid, Brujeria, Justice, The Pretty Reckless, entre outros.

2 de Dezembro – Multiusos de Guimarães

4 de Fevereiro – Campo Pequeno

Bilhetes para Lisboa ainda disponíveis.

VIP upgrades em vip@moonspell.com #fazpartedahistoria #underthespell

Os MOONSPELL comentam, por Fernando Ribeiro (voz): “Nunca nenhum de nós poderia ter antecipado isto. De todo. Esta possibilidade (tornada real) de após 20 anos, de estar a celebrar um disco e, porque não, uma época de grande música, de fusão, de experimentalismo e liberdade. Este disco será sempre o nosso ponto alto. A nossa pedra de toque. Não que os outros discos sejam menores, nada disso. É só que com o Irreligious sentimos que fazemos parte de um estilo novo, uma fusão nova que nascia ali e a qual estávamos ajudar a definir. Algo Europeu, com a marca Portuguesa, algo novo no Underground, algo clássico, místico. Um belo animal, nascido do encontro de uma noite eterna entre metal e goth. Um filho deles. Iremos tocar alguns concertos para celebrar estas duas décadas. Em Portugal (visitem-nos!), pela Europa…apareçam. E…finalmente, graças à Century Media, a editora que nos descobriu e abriu portas, iremos também trabalhar num edição em vinil do single Opium (mais novidades em breve). Enfim, razões para celebrar connosco pois quando se celebra pela música, a celebração torna-se viva, num valor que nunca como agora foi posto em causa, que nunca esteve tão frágil num mundo que se recusa a livrar-se do fanatismo da religião. A música abraça valores mais altos e escolheram sempre a beleza em vez do terror.”

OPIUM “É a nossa canção mais conhecida. Se fossemos uma banda Pop/Rock, teria sido o nosso one hit wonder, os nossos 3 minutos de fama. Mas não foi. Tornou-se sim numa canção que atravessou países, mudou mentalidades e trouxe muita gente diferente ao contacto com os Moonspell. Já tocamos a Opium em clubes para muita gente, para pouca; para festivais massivos, em festas de aldeia. Elétrica, acústica, nas melhores listas de karaoke, em adegas entre amigos, em quartos fechados, em África, América, Austrália, Europa, Ásia. Em Portugal. Em Casablanca. Em Pequim. Ontem, hoje , amanhã, sempre connosco unindo os nossos fãs, salvando concertos, arrancando pessoas dos sofás para a pista dos clubes mais dark de Berlim ou Lisboa.”

Clicar na imagem em cima para ver o videoclipe e aqui para descarregar o tema

Irreligious